Álbum “Meu Mundo Gira Em Torno de Você”,
completou duas décadas, mas banda
se despede dos palcos e dos estúdios

Christian-Gaul.-Divulgacao-750x400

*Jornalista
*Felipe José de Jesus

(Especial)

Bem lembrado pela Warner Music. Há 20 anos o KID ABELHA lançava o álbum “Meu Mundo Gira Em Torno de Você” (1996). Fiz questão de deixar um comentário sobre esse clássico da música.

Eu tinha uns 13 para 14 anos quando eles lançaram “Meu Mundo Gira Em Torno de Você”. O KID já era um sucesso entre os jovens do bairro que eu morava na época (Barreiro de Baixo – RMBH), muito também por causa da coletânea, “KID Hits 80’s” lançado em vinil e CD. O disco “Meu Mundo Gira Em Torno de Você” além de ser muito bom, foi uma fase brilhante para o KID, pois eles estavam aparecendo em tudo quanto era canal de TV. Fora isso, a Paula Toller que é linda, esta mais linda ainda nas fotos desse disco. Na época suas belas pernas foram muito comentadas pela imprensa brasileira.

Hits na medida ))

Musicalmente é um grande álbum, apesar de que não tem tantos hits assim: Te Amo Pra Sempre, Como É Que Eu Vou Embora e Na Rua na Chuva na Fazenda foram realmente as canções que fizeram esse álbum ser um grande sucesso nas rádios de todo o Brasil, mas a canção: Apenas Timidez (mesmo não tocando nas rádios) é linda. Gosto muito dos antigos álbuns: Tudo é Permitido (1991); Iê Iê Iê (1993) Meio Desligado (1994), mas, Autolove (1998), Surf (2001) e Acústico MTV (2002), por exemplo, merecem também destaque. Após o álbum: Ao Vivo Multishow 30 anos (2012), a notícia mais recente que tive, foi que a banda chegou ao fim. Vai deixar muitas saudades, isso eu tenho certeza. Leia abaixo na íntegra a matéria que saiu no Blog Social 1, do UOL.

Kid Abelha confirma oficialmente o fim ))

amp-kid-abelha-5

*Do Blog Social 1
Publicado por Isabela Sales
Foto: www.cafm.com.br

O Kid Abelha, uma das grandes bandas dos anos 80, anunciou oficialmente o seu fim nessa sexta-feira (22), em suas redes sociais com uma carta os fãs. O grupo, que estava parado desde 2013, quando encerrou a turnê de 30 anos, afirmou: “A vontade de experimentar outras formas de criar e o desgaste natural de tanto tempo juntos nos levaram a essa decisão”.

“Optamos por um soft-ending, um final suave, evitando o sensacionalismo, com a convicção de que nossa trajetória vitoriosa sempre se deveu ao entusiasmo e dedicação sempre renovados a cada disco, cada turnê”, afirma o texto, assinado pelos três integrantes da banda: Paula Toller, George Israel e Bruno Fortunato.

Nota de Agradecimento (Reprodução do Facebook do Kid Abelha) ))

Nota de Agradecimento

Querido fã:

Temos sido chamados para entrevistas sobre nossos projetos atuais, e claro, sempre há alguma pergunta sobre o Kid Abelha, nossa banda durante mais de 30 anos e que nos trouxe grandes alegrias na vida. Com gentileza, procuramos sempre contar a verdade, mas, surpreendidos por algumas publicações equivocadas, estamos fazendo este esclarecimento.

A vontade de experimentar outras formas de criar e o desgaste natural de tanto tempo juntos nos levaram a essa decisão. Optamos por um soft-ending, um final suave, evitando o sensacionalismo, com a convicção de que nossa trajetória vitoriosa sempre se deveu ao entusiasmo e dedicação sempre renovados a cada disco, cada turnê.

Foram três décadas de sucesso, aventuras, amizade, e também de momentos difíceis, altos e baixos dessa carreira desafiadora que escolhemos. Pela nossa filosofia e pelo amor à música, nunca tivemos o dinheiro como norte, e sim como conseqüência (ou não) de um trabalho original e bem realizado, que se tornou paradigma de pop-rock brasileiro.

Mas faltou o mais importante: Agradecer em negrito, com letras garrafais, a você!

Ao fã que nos acompanha há tanto tempo, viajando para nos assistir ao vivo, escrevendo cartas, mandando mensagens e comentando nas redes sociais, elogiando, criticando, se preocupando…a esse amigo, que convida seus amigos a nos ouvir, e cuja vida está marcada através das canções que nós fizemos, e cujo carinho e atenção também marcaram nossas vidas, MUITO OBRIGADO!

Saiba que, do fundo do coração, não nos esqueceremos nem dos aplausos, dos gritos e da voz em coro nos grandes eventos, nem de cada voz isolada num quarto, entoando uma melodia também criada num quarto, na solidão, na vontade de vencer o tédio e a tristeza através de uma canção bonita.

Com amor;
Paula, George e Bruno.

Sobre o autor

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.

comentários