O empresário juiz-forano Leopoldo Lourenço Neto, da indústria Trigovita, receberá no próximo dia 2 de junho, em Belo Horizonte, a Medalha do Mérito Industrial concedida pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), em evento comemorativo realizado para celebrar o Dia da Indústria.

Leopoldo começou sua carreira em 1999, com uma pequena padaria. Hoje a Trigovita está instalada em sede própria no Distrito Industrial, em uma área de 12 mil m2 e produz toneladas por dia de massa para pães. Pioneiro da família a se aventurar no setor da panificação, o empresário não se esquece de como tudo começou. “Quando criança, minha mãe fazia pães em casa e nos colocava para vender, talvez meu interesse venha daí”, explica.

A Trigovita produz uma grande variedade de linhas de produtos, como pães fatiados de forma e de leite, pães para hambúrguer e hot dog, pão sovado, brioche, pães especiais integrais e uma linha de pães integrais light.

Os homenageados com a Medalha do Mérito Industrial são indicados pelos sindicatos patronais em todo o estado. Essas indicações são examinadas pela comissão do mérito, que exige que os candidatos tenham no mínimo de 10 anos de comando empresarial, pioneirismo na atuação além de relevantes serviços prestados à comunidade.

O Dia da Indústria foi instituído pelo presidente Juscelino Kubitschek, em 1957, por meio do decreto nº 40.983. No mesmo ano, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) criou a Medalha do Mérito Industrial, para homenagear industriais de destaque na cena nacional. A primeira medalha foi entregue ao presidente JK, pelo industrial Lídio Lunardi, presidente da CNI e da Fiemg.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

comentários